Plano de ação tributário para 2020 – Como fazer? Passo a passo

plano de ação tributário

Você já planejou como será o ano tributário da sua empresa? O plano de ação tributário é essencial para todos os anos de atuação no mercado e em 2020 não será diferente. O que pode parecer uma tarefa complexa, na verdade não é: com algumas dicas e a ajuda de um contador de confiança, é possível tornar o seu negócio mais enxuto e lucrativo. Veja a seguir o passo a passo!

Passo 1 – Faça uma análise completa de 2019

O primeiro passo é compreender e analisar o desempenho da sua empresa em 2019 e definir o momento em que você se encontra atualmente. Apenas deste modo você poderá estabelecer metas realistas para 2020 e colocar em ação o seu plano de ação tributário.

plano de ação tributário

Faça um balanço financeiro de todas as suas ações em 2019, as pendências que ficaram, os desafios e contingências, o crescimento da sua empresa e todos os detalhes necessários para que você planeje este próximo ano, incluindo o faturamento, os gastos, impostos, lucro, colaboradores, etc.

Passo 2 – Defina os objetivos e metas

Utilizando as informações do passo anterior, definas as metas e objetivos para o seu negócio em 2020. Não há plano de ação tributário sem metas, assim como não se pode caminhar sem um destino definido.

Liste todas as conquistas e atividades que deseja desempenhar em 2020 e as ações que precisa realizar para tirar estas ideias do papel. Uma dica é dividir uma meta anual em metas menores, para ter ganhos contínuos. Faça previsões de crescimento, investimentos e outras demandas importante para a sustentabilidade da empresa. Seja específico e realista!

Passo 3 – Defina o seu plano de ação tributário

Nesta etapa, você poderá desenvolver as ações para alcançar os resultados esperados. É preciso listar os recursos (materiais e imateriais), os prazos, os desafios e fortalezas, um cronograma e todas as atitudes que deve ter para cada setor da empresa.

Fale com o seu contador sobre as especificações tributárias e fiscais para o enquadramento que a sua empresa possui. Mês a mês, defina as obrigações tributárias, os seus custos e metodologias ágeis para lidar com os tributos.

Recolha informações para a base de cálculo, considerando as etapas anteriores. Estas informações devem dizer respeito sobre:

  • Enquadramento tributários e suas obrigações.
  • Faturamento
  • Compras
  • Serviços Tomados pela empresa
  • Despesas Operacionais
  • Margens de lucro por atividade econômica
  • Despesas com Folha de Pagamento
  • Investimento e suas fontes de recursos
  • Quadro Societário

Passo 4 – Projete cenários

É hora de testar e simular o seu plano de ação tributário. Você pode criar cenários para melhorar a sua tomada de decisão. Os cenários devem dizer respeito a:

Exemplos:

  • Receita: Como as mudanças no mercado têm impactado a atuação e o perfil de compra do consumidor.
  • Lucratividade: Como os itens operacionais variam conforme a mudança dos tributos que elevem ou reduzam a lucratividade.
  • Compras: Como as mudanças podem alterar a relação da empresa com os créditos tributários ou as situações de Substituição Tributária ou Diferencial de Alíquotas.
  • Mão de obra: Que impactos você percebe na hora de contratar.
  • Despesas operacionais: Qual o gasto com a mudança para ampliar a produção.

Tenha sempre à disposição um serviço de contabilidade e de recuperação de tributos. Fale com a equipe Torus!

Veja também: 10 dicas infalíveis para aumentar as vendas da sua empresa

E aí, gostou das dicas sobre plano de ação tributário Deixe um comentário e compartilhe estas informações em suas redes sociais!

Business Model Canvas: como construir um modelo de negócios com este recurso

Como saber se o seu negócio é viável? Esta dúvida é muito comum entre empreendedores que desejam abrir uma empresa ou rever as estratégias de um negócio já existente. Há muitos meios de responder a esta pergunta, mas uma ferramenta muito assertiva é o Business Model Canvas, também conhecido apenas por Canvas. É uma ferramenta simples e prática para modelar o seu negócio.

O que é o Business Model Canvas?

O Business Model Canvas é uma ferramenta de gestão e planejamento estratégico, que permite desenvolver e esboçar modelos de negócio novos ou existentes. Pode estar relacionado com o Plano de Negócio da sua empresa ou servir para definir novos rumos.

Business Model Canvas

Trata-se de um mapa visual pré-formatado contendo nove blocos. Pode ser feito de forma impressa e com post-its ou de forma eletrônica – há aplicativos, softwares e comunidades de Canvas na internet. As soluções são pagas ou gratuitas. Dê uma olhada no Business Model Canvas do Sebrae (uma ferramenta gratuita para começar o seu planejamento).

Vejamos como funciona:

1 – Proposta de valor – É o que sua empresa vai oferecer para o mercado que realmente terá valor para os clientes. Aqui você apresenta as facilidades e diferenciais percebidos pelo consumidor final.

2 – Segmento de clientes – São os segmentos de clientes que serão foco da sua empresa. É a definição dos seus públicos-alvo.

3 – Canais – Como o cliente compra e recebe seu produto e serviço. São os canais de distribuição. Pode ser loja presencial, aplicativo, site, etc.

4 – Relacionamento com clientes – Como a sua empresa se relacionará com cada segmento de cliente. Pode ser SAC, atendimento virtual, eventos específicos da empresa, suporte técnico, etc.

5 – Atividades-chave – São as atividades essenciais para que seja possível entregar a Proposta de Valor. Liste as soluções que irá comercializar.

6 – Recursos principais – São os recursos necessários para você implementar as atividades-chaves. Você pode ainda descrever como estas atividades serão realizadas conforme os recursos empregados.

7 – Parcerias principais – São as atividades-chave realizadas de maneira terceirizada e os recursos principais adquiridos fora da empresa e parceiros constantes.

8 – Fontes de receita – São as formas de obter receita por meio de propostas de valor.

9 – Estrutura de custos – São os custos necessários para que a estrutura proposta possa funcionar. O que precisará ser feito para o seu negócio funcionar e quanto isso irá custar.

Como utilizar o Business Model Canvas?

Você irá perceber que cada um destes blocos ou elementos do Business Model Canvas se comunicam. A ferramenta serve para dar mais clareza aos seus processos. Observe ainda que há duas grandes dimensões, sendo a dimensão mais à direita os elementos mais subjetivos e “emocionais” e os elementos da parte esquerda os mais estruturais e lógicos.

Desta forma, é indicado preencher o Canvas da direita para a esquerda, pois desta forma é possível indicar os desejos dos envolvidos para, em seguida, começar a defini-los de forma mais concreta. Lembre-se de que o Business Model Canvas permite conceituar o seu negócio, ou seja, indicar o modo como você irá operar e gerar valor ao mercado, definindo seus principais fluxos e processos. Este recurso permite fazer a análise e visualização do seu modelo de atuação no mercado.

Atualmente, há vários modelos de Canvas, não apenas relacionado ao Plano de Negócio, mas à gestão de inovação e outras demandas das empresas. Vale a pena pesquisar. O modelo básico pode ser imprimido e preenchido à mão antes de você defini-lo.

10 dicas infalíveis para aumentar as vendas da sua empresa

Que tal turbinar as vendas da sua empresa em curto prazo? Se as vendas não têm demonstrado os resultados que deseja, talvez seja importante fazer alguns ajustes. A seguir, você pode conferir 10 dicas para aumentas as vendas do seu negócio com ações muito simples. Confira!

1) Tenha um planejamento estratégico de vendas

O planejamento é sempre o primeiro passo de tudo. Considere as seguintes etapas em seu planejamento:

  • Definir as metas de venda da sua empresa
  • Escolher uma estratégia de vendas adequada
  • Identificar ações estratégicas de vendas para seu time
  • Motivar a equipe de vendas
  • Estabelecer um orçamento e segui-lo
  • Estabelecer métricas precisas e claras
  • Revisar e analisar o desempenho e as métricas

2) Apresente o seu valor

Qual o valor da sua marca? Isso está implícito e explícito na experiência de compra e venda? Destaque o valor que os seus produtos possuem em todos os momentos da jornada do cliente e em todas as ações de sua empresa: descrição de produtos no site, campanhas de redes sociais, layout da loja física, etc.

3) Diferencie o seu atendimento

A dica é diferenciar justamente o atendimento que a sua empresa tem com o seu público. O mesmo produto pode ser que a concorrência tenha, mas um atendimento que gere referenciação é algo possível de implementar. Estude o cliente e alinhe o atendimento com o negócio. Personalize a experiência do cliente. Você pode utilizar a tecnologia para isso ou simples boas práticas em relação a sua equipe.

4) Tenha estratégias para vender mais para o mesmo cliente

Durante toda a jornada do cliente – antes, durante e pós-vendas – considere o que mais é possível para vender mais para a mesma pessoa, que já é cliente ou que demonstrou interesse de comprar. Quais vantagens podem ser oferecidas nesta oportunidade de contato?

5) Capacite a sua equipe

Uma equipe de bons vendedores é bem capacitada. E não só vendedores, mas suporte, estoque, logística, etc. Como ocorre em todas as áreas do conhecimento, é preciso estar atualizado com as melhores técnicas.

6) Aprenda com o cliente

Antes de estabelecer estratégias de relacionamento com o cliente, como você verá adiante, pesquise sobre o público-alvo e aprenda com ele. Muitas vezes não se vende tudo o que poderia pelo fato da clientela estar pouco definida.

7) Automatize a gestão de vendas

Todo o processo de gestão de vendas pode ser automatizado através de softwares inteligentes que integram diferentes canais e o estoque em tempo real. Às vezes a empresa não vende mais por não saber controlar quais os produtos estão disponíveis e quais já foram vendidos. Com isso, você terá maior poder de decisão.

8) Diversifique os seus produtos e serviços

Uma dica para turbinar as vendas da sua empresa é diversificar a oferta de produtos ou serviços – seja por tipo, preço, marcas ou mesmo gêneros do que é oferecido. Isso irá atingir um número maior de clientes, que buscam produtos similares.

9) Utilize as redes sociais

Não tem como ignorar que é necessário estar presente nos meios digitais para divulgar e vender mais. Crie uma estratégia para este universo, considerando o comportamento dos usuários como um todo o do seu público neste meio. Há muitos recursos para vender diretamente das redes sociais, mas se este não for o caso da sua empresa, pelo menos crie presença digital.

10) Tenha foco nos problemas dos clientes

O centro do seu negócio sempre será a dor do cliente. É preciso entender o que ele precisa e qual a melhor solução que você pode oferecer a ele. Uma dica é ampliar a 25% o relacionamento com o cliente para poder entender melhor a sua dor. Esta é uma dica dos teóricos Ross e Tyler.

Veja também:

Gostou das dicas sobre aumentar as vendas? Deixe um comentário a seguir! Confira outras dicas e novidades da OSP Contabilidade no Instagram!

Corte de custos e despesas: como impactar de verdade os resultados do seu negócio?

O sonho de qualquer gestor é ter um negócio enxuto, ágil e funcional. Mas para isso ocorra, é preciso saber realizar corte de custos e despesas sem comprometer a produtividade. Quais despesas e custos são possíveis de serem cortados? Veja a seguir algumas dicas para fazer corte de custos e despesas impulsionando resultados reais para o seu negócio!

Corte de custos e despesas – Por onde começar?

O primeiro passo talvez seja você revisitar o Plano de Negócio, o Planejamento Estratégico e fazer uma análise profunda em todas as contas e processos da empresa. Como saber como efetivar o corte de custos e despesas se você nem mesmo sabe quais são? Conte com a ajuda de um profissional especialista, no caso, um contador para esta tarefa.

corte de custos e despesas

Outra dica é manter sempre as suas contas em dia, com relatórios frequentes, para que o corte de custos e despesas seja mais dinâmico e menos drástico. Ter uma planilha de controle de gastos ou contar com uma ferramenta digital específica é outro ponto importante para qualquer empresa.

Principais custos, gastos e despesas

Insumos rotineiros

Especialistas garantem que nem sempre é preciso cortar custos e despesas que impactam negativamente nas atividades da empresa ou produção. Indica-se ir partindo de despesas recorrentes e até aquelas menores, que passam despercebidas. É o caso de gastos com insumos papel, fotocópia, impressão, produtos descartáveis. Não faz mais sentido gastar tanto com impressos em uma rotina cada vez mais digital, Além de não ser sustentável, possui um grande gasto para a empresa em médio prazo.

Energia elétrica

Este é uma das despesas que mais pesam nas contas das empresas, em especial as indústrias. Há atualmente dispositivos de automação que podem ajudar na redução do uso de energia elétrica, assim como podem ser realizadas campanhas de consumo consciente. Há ainda dispositivos mais econômicos e de energia renovável, como as placas fotovoltaicas (energia solar) que podem ser consideradas.

Gastos com pessoal

A gestão de pessoas é um centro de custo muito importante, que deve ter as suas contas revistas. Contratações, demissões e multas ou punições, vem como processos trabalhistas, são grande parte dos custos e despesas da organização. Práticas que evitam a rotatividade de funcionários, manutenção prévia de prazos e práticas que evitam os processos e limitações judiciais devem ser uma prioridade.

Estoque

O planejamento de estoque e a gestão adequada do mesmo permitem evitar o excesso de armazenamento, deterioração do produto ou a falta de insumos para manter a produção ativa. O planejamento de estoque pode ser um problema muito grande para os gestores que não priorizam ações neste setor. Um software de gestão de estoque é uma saída para as empresas que ainda não automatizaram este processo.

Regime de tributação

A sua empresa está bem enquadrada? Quando as empresas adotam um regime de tributação inadequado para o seu negócio podem perder muito dinheiro. É importante ter à disposição um contador de confiança ou uma equipe contábil que possa rever as suas opções de regime de tributação.

Veja também: Segurança da Informação e Contabilidade – Como ter lucro e evitar riscos

O que achou das dicas sobre como efetivar corte de custos e despesas? Deixe o seu comentário a seguir e compartilhe esta matéria em suas redes sociais! Siga-nos no Instagram!

Mulheres empreendedoras buscam soluções contábeis mais eficientes

Cada vez mais o mercado tem sido liderado pelo empreendedorismo feminino. Nos últimos anos, as mulheres empreendedoras ultrapassaram a iniciativa masculina, atingindo 51,5% de mulheres à frente de novos empreendimentos no país, em todos os segmentos. O percentual de crescimento das mulheres é de 15,4%, sendo que o dos homens é de 12,6%, segundo pesquisa de Global Entrepreneurship Monitor – GEM.

Exigências X soluções eficientes

O empreendedorismo feminino tem ainda algumas características que se destacam, como a prioridade por soluções de excelência para os seus negócios com o melhor custo-benefício. Isso parece ser uma exigência fundamental. As mulheres empreendedoras tendem a buscar soluções ágeis e eficazes para a rotina diária dos seus negócios. Isso faz com que os setores de produtos e serviços elevem a sua oferta, contribuindo assim para o desenvolvimento destas soluções.

mulheres empreendedoras

Soluções contábeis e mulheres empreendedoras

Merecidamente, as mulheres vêm se destacando no empreendedorismo brasileiro. E para empreender, é preciso de uma série de recursos que tornam o negócio possível. Se observarmos a área de contabilidade, por exemplo, nota-se que nas últimas décadas, pautados pelas novas tecnologias, os paradigmas e recursos evoluíram consideravelmente, em respostas as necessidades das empresas e pela busca constante dos empreendedores por soluções eficientes. Num mundo cada vez mais competitivo e integrado, sai na frente que possui os recursos mais eficientes para gerar diferenciais.

Propostas como a contabilidade colaborativa, a contabilidade on-line, os softwares que integram demandas do empresário, dos contadores e governo, procedimentos digitais que deixaram no passado o excesso de burocracia e uma quantidade exorbitante de papel – tudo isso são exemplos de como a busca por excelência vem trazendo a evolução para a contabilidade e outros setores. Exigência esta muitas vezes oriunda do empreendedorismo feminino, considerando os números já apresentados.

Transformação digital

E isso tende a se acirrar ainda mais: a mulher que assume vários papéis e tarefas, e ainda está à frente de um negócio, não tem tempo e nem dinheiro a perder. Quer processos contábeis integrados e mais ágeis, profissionais especialistas que desenvolvam um atendimento direto e dinâmico, não apenas para suprir demandas, mas para indicar oportunidades.

mulheres empreendedoras

As mulheres empreendedoras sabem que estamos em um período de transição significativo, chamado de transformação digital e todas as áreas da sua empresa precisam agregar valor e tecnologias para evoluir – e o mesmo vale para a contabilidade. Por isso, a OSP Contabilidade vem buscando oferecer soluções adaptáveis de atendimento, para que o empreendedorismo feminino cresça, bem como todos os tipos de negócios. Acesse este link e confira as soluções disponíveis!

Veja também: 5 maneiras de identificar problemas de contabilidade em sua empresa

Gostou das novidades sobre novas soluções contábeis e a busca feita pelas mulheres empreendedoras? Deixe um comentário e compartilhe este conteúdo nas redes sociais.